Sala 01 - Misericórdia do Porto: História e Ação
A Europa dos fins da Idade Média conheceu uma recessão económica generalizada que atingiu o campo e a cidade. Este facto teve a ver com diversos fatores, entre os quais emerge a tríade dramática da peste, da fome e da guerra. A alteração das estruturas produtivas e dos modos da organização social foram outro elemento perturbador.

A Confraria de Nossa Senhora da Misericórdia, criada pela rainha D. Leonor, talvez beneficiando do modelo florentino, foi a resposta portuguesa que conjugou o estímulo e o impulso do poder central, apoiado pelas estruturas concelhias, com a solidariedade caritativa dos habitantes.

A Santa Casa da Misericórdia do Porto foi fundada em 1499 por recomendação empenhada do rei de Portugal D. Manuel I.

D. Leonor continuou a apoiá-la mesmo depois da sua fundação, mostrando-se uma rainha atenta aos problemas da sociedade do seu tempo.