Exposição Júlio Resende
Ribeira Negra. Genealogia e Processo.

Até 18 maio 2018

Os lugares nunca foram indiferentes a Júlio Resende, que neles soube colher a marca das suas comunidades e os sinais de um destino humano, cumprido nas atividades quotidianas e na relação telúrica e cósmica. A curiosidade face ao meio envolvente e a capacidade de sugerir a vivência dos sítios e a densidade da paisagem, exigiram exercícios formais e reinterpretações visuais que reúnem, ao valor documental, a dimensão plástica e estética.

Esta exposição, em particular, revisita o projeto importante do artista, "Ribeira Negra", através dos estudos e dos materiais que ilustram eficazmente o seu processo de trabalho, dando-nos igualmente uma visão abreviada das problemáticas que sempre mobilizaram o artista e revelam alguns dos traços mais significativos da sua produção.  



image magnify
A utilização de cookies neste website tem como principal objetivo melhorar a sua experiência.
Ao clicar em qualquer link nesta página está a dar-nos a permissão para usar cookies.